Onde você escolhe seus livros? E onde você os compra?

O site da revista canadense Maclean comenta sobre um fenômeno intrigante nestes tempos de Amazon.com e GoodReads.

A matéria fala, claro, de exemplos do mundo anglófono e europeu, mas serve para refletirmos sobre o mundo ao nosso redor.

Apesar de toda a tecnologia, as pessoas continuam indo às livrarias. Não mais para comprarem seus livros, mas para escolherem as próximas aquisições, que serão feitas via internet, onde os descontos são melhores, inclusive com frete grátis e/ou entrega expressa. Ou seja, elas consultam o acervo da loja, pedem orientações ao livreiro, mas sem consumir. Usam serviços essenciais, que não tem equivalente no mundo digital – pois resenhas até são úteis se você sabe o que você quer, porém o vendedor serve de guia quando tudo o que você tem é uma vaga ideia.

Isso gera uma situação inusitada no mercado. É interessante ter o livro exposto nas livrarias, que se tornam grandes vitrines. Eu mesma tenho esse hábito de vasculhar prateleiras em busca de novidades – e pelo que tenho visto nas grandes e pequenas livrarias pelas quais tenho passado, não estou sozinha. Porém, esses lugares estão se tornando cada vez mais raros – e isso se torna ainda mais grave se falarmos das pequenas livrarias independentes, sem serem de grandes cadeias, e que geralmente tem um atendimento melhor e mais dedicado.

Isso justamente porque elas tem tido vendas e lucros cada vez menores. As grandes redes trabalham com a quantidade – mesmo dando grandes descontos no preço de capa, seus volumes de venda acabam lhe dando rentabilidade.

As pequenas não tem esse poder e acabam perdendo.

O que fazer para mudar isso?

Bom, uma das saídas das pequenas livrarias é diversificar. Vendendo outros itens além de livros – como memorabilias literárias ou de cinema, enfeites relacionados, itens de papelaria – e tornando-se pontos de encontro, seja através de cafés/bares, seja se tornando um espaço para eventos, como lançamentos, clubes do livro, palestras, cursos e etc.

E claro, nós, admiradores de livrarias acolhedores, daquele ambiente cheio de páginas, temos o dever de pensar se não vale a pena às vezes pagar um pouco mais caro e levar o livro para casa na hora.

Sobre anacristinarodrigues
Eu trabalho numa biblioteca. Estudo História. Escrevo. Leio. Traduzo. Uma traça que fala, basicamente.

One Response to Onde você escolhe seus livros? E onde você os compra?

  1. Também sou desses que prefere ir na livraria, esquecer o tempo, ir olhando as sinopses dos livros e comprá-los lá mesmo (quando tenho dinheiro), não tenho muita paciência pra esperar o livro chegar na minha casa, o dinheiro da passagem compensa a espera do frete grátis.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: